Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Finalizando.2017

Amigos e amigas.
Mais um ano que se vai sem que nada de bom, útil ou producente tenha sido incorporado à vida da humanidade, nem que problemas cruciais ou cruciantes tenham sido de fato resolvidos, solucionados, avançados, depurados ou mesmo bem encaminhados à solução. Ao contrário.

Resultado de imagem para comodismo
E das atitudes.
Claro que uma grande culpa disso está no parasitismo desenfreado e obsceno dos 'Senhores do Mundo', mas o principal culpado é o próprio povo em sua desonestidade e letargias mental, moral e espiritual, que o deixam na total submissão aos desmandos dessa casta de depravadores. Culpar os parasitas é fácil e cômodo (eu faço muito isso), mas encontrar essa brutal culpa em si e procurar caminhos para ao menos minimizá-la, procurando evoluir sempre (também tento isso o tempo todo) é uma questão de autodepuração que bem poucos estão aptos e dispostos a fazer.

O comodismo oligofrênico das massas as leva ao seu anestesiamento em todos os níveis, a ponto delas aceitarem que as mais obscuras e nefastas iniquidades (roubos, violência, lascívia, ignorância, mentiras...) sejam estampadas em seu cotidiano impunemente. Só um povinho de nível subterrâneo não reage à perda dos seus direitos básicos e da mínima assistência em saúde, ao vilipêndio do ensino e do aprendizado, ao envilecimento das Artes e da Cultura, à banalização da brutalidade e do grotesco.

O exemplo mais explícito de todo esse estado deplorável de desmentalidade ocorreu na política tupiniquim, onde o povinho paneleiro "se uniu" (Que lindo !) para tirar "o governo mais corrupto da História brasileira" (Ah. é, é ?), gritando e dançando nas ruas e nas redes sociais, com mil cartazes e palavras de ordem e com total apoio da grande mídia. Após a queda de tal regime, entrou um que faz tudo contra esse povinho às escâncaras. E cadê a indignação desses asquerosos que afirmam "lutarem por seus direitos e pela democracia" ? Gente estúpida.

Só completos imbecis ou pior afirmam que foram movimentos espontâneos e organizados, visando "o fim da corrupção". Qualquer pessoa minimamente isenta e sensata vê que essa tropa de "inocentes úteis" não passou de mera massa de manobra, como todo povinho movido à novela, futebol, bbbesta e jornal nacional é. Tal povinho é daquele que crê no que o Alckmin diagnosticou como o maior problema do Brasil ("A falta de dinheiro!") e ignora que o governo federal arrecadou este ano mais de DOIS TRILHÕES DE REAIS em impostos, além de informações como as do vídeo abaixo:



Pelo mundo, tudo como dantes e degringolando inexorável e sensivelmente, sob a tutela da NOM. Síria e Coréia do Norte são as bolas da vez e o Irã, o próximo alvo do imperialismo sionista. O governo trumpetista mostrando-se a marionete que todo governo ianque é ao entrar na esparrela de ameaçar destruir os norte coreanos e reconhecer Jerusalém como a capital israelense. Pela Europa, mais um mandato à judia anti-alemã merkel, que lidera a islamização européia e a devastação da cultura e da raça caucasiana. Há bastiões de resistência que estão na mira dos supremacistas e serão devidamente apreciados e obliterados a seu tempo.

A boiada é "democraticamente" conduzida a consumir, viver, sentir, comprar, reagir, aceitar, negar, tudo de acordo com a cartilha de seus capatazes. O mexidão-sopão racial, cultural, religioso, social e artístico está virando lei inabalável e o caldeirão cada vez mais se enche. Pedofilia, pederastia, transgêneros, satanismo, total desvirtuamento dos conceitos mais saudáveis (família, principalmente), escravidão ampla e irrestrita em qualquer nível. Os monopólios se recrudescem e a moeda única está às portas. Neste ritmo, o enfraquecimento gradual e constante do cerne das nações poderá se consumar já na próxima geração, que nascerá sob a marca do jugo universal, onde todos viverão felizes num estado de sítio (como em "Give me Liberty", de Frank Miller, e nas palavras de Huxley), devidamente vigiados pelo "Grande Irmão", de Wells.

Resultado de imagem para adeus ano velho
Amém.
Apesar de tudo isso posto, quero desejar a todos que o ano que vem seja mais pródigo em atitudes contundentes e profícuas de nossa parte para podermos nos fazer merecedores de melhorias. A partir de amanhã, sexta, 22/12, ficarei longe de internet para me dedicar ao relaxamento e à desintoxicação mental, emocional e espiritual, produzindo uns tantos de artes (desenhos, pinturas, músicas,...) e estudando mais um bocadinho ou dois. Espero retornar em 02/01/18. Até lá, abraços a todos, muita saúde, alegrias e sorte.
FAB29