Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

"O diabo não é tão feio..."

Amigos e amigas.
O autor do artigo abaixo, que traduzi DAQUI, expõe seus motivos que o fazem acreditar que Hitler não era o vilão que a propaganda sionista propaga aos quatro ventos há décadas.

Vários dos seus argumentos, eu próprio já constatei nas minhas leituras, são corretos e verdadeiros. Principalmente, toda a onerosa maquinaria de assassinato em massa que os sionistas e os ditos "sobreviventes" insistem em apregoar como verdadeira não tem nenhuma razão e condição de ter existido. Qualquer retardado saberia raciocinar esta obviedade: se os alemães quisessem mesmo exterminar o maior número de judeus da maneira mais eficiente possível, bastaria enfiar uma bala na cabeça de cada judeu que encontrassem (este esquema super eficiente era a especialidade dos Aliados bolcheviques).

Leiam e vejam se concordam em alguma coisa.
FAB29
Resultado de imagem para ezra pound hitler
Ele mesmo (Pound), um mártir da liberdade.
Sempre que você ouvir alguém expor (repetir) as mentiras sobre Hitler ser um terrível assassino de judeus, por favor, sempre faça questão de simplesmente perguntar: "De onde você conseguiu essa informação?"
Se Hitler queria matar judeus, por que em todos os seus discursos e manuscritos e em seu livro "Mein Kampf" ele não menciona isso? Ele acabou por se esquecer? Não, ele não o disse ou escreveu porque ele não teve intenção de matar judeus.
Não importa qual a quantidade de destruição que ele tenha eventualmente observado ter sido feita pelos judeus ao seu povoele tinha suficiente auto-disciplina e código de ética para não se vingar. Sendo um caráter forte, ele foi capaz de subir acima da escuridão, os padrões demoníacos da mentalidade judaica, e mostrar a auto-contenção e humildade.
Foi por isso que ele criou os campos de 'contenção' e trabalho para os judeus; não campos de extermínio, com toda certeza.
Detentos libertados.
De uma série de "Fotos pouco vistas"
2 /. Ele se preocupava com as condições dos judeus nos campos de trabalho
Sem o conhecimento de milhares de milhões de pessoas, os campos nazistas não eram campos de morte, nem foram realizados neles de experimentos humanos. Eram simplesmente campos de confinamento. Alguma coisa tinha que ser feita com esses judeus anti-sociais destrutivos que estavam estrangulando a Alemanha. Graças aos judeus, a Alemanha tinha perdido seu código moral e se degradado e desculturado. Isso soou um alerta?
Alguma coisa tinha que ser feita! E Hitler fez alguma coisa: ele colocou todos os judeus (possíveis) em campos de confinamento com vista a permitir que a Alemanha retomasse o fôlego. Mas - este é o ponto-chave neste ensaio / peça - fê-lo de uma forma que era ética. Os acampamentos tinham comida suficientemente decente (tendo em conta que era tempo de guerra), eles tinham teatros, piscinas, campos de futebol, correios, onde os detentos podiam se comunicar com o mundo exterior, jardins de infância, arte e música recreação e até mesmo prostitutas. (ver todos estes detalhes AQUI.)
Saneamento de qualidade dentro dos acampamentos era primordial e por isto, as roupas dos detentos eram regularmente fumigadas com gás Zyklon B. Não houve câmaras de gás humanas. Essa é uma GRANDE MENTIRA KOSHER (ver AQUI e AQUI)que o mundo teve de suportar por mais de meio século.
Olimpíada interna nos campos de concentração. Leia AQUI
Mais sobreviventes saudáveis
3 /. Ele tentou impedir a destruição de seus colegas europeus
Numerosas ocasiões, Hitler tentou avisar e ajudar seus irmãos companheiros sobre a armadilha judaica em que haviam caído e quem realmente estava por trás de todo o belicismo. Ele largou panfletos de aviões tentando na intenção de impedir que a Alemanha e a Grã-Bretanha lutassem. Inicialmente, ele queria fazer alianças com a Grã-Bretanha.
Muitas vezes, ele deu oportunidades para as forças opostas da Europa, onde ele poderia tê-los abatidos. Era a sua angústia espiritual interna estar lutando (se defendendo) entre os seus irmãos e irmãs europeus. Ele fez tudo o que pôde para evitar a guerra; ele não era o senhor da guerra que todos nós temos sido levados a acreditar.
4 /. Ele se preocupava apaixonadamente com seu povo e a herança alemã
Hitler observava as maquinações degradantes dos judeus na Áustria e na Alemanha. Ele não só se revoltou e se irritou, mas se entristeceu por ver como estas duas nações estavam sendo destruídas de dentro para fora como um câncer - um câncer que seus compatriotas sonolentos não podiam ver. Exatamente a mesma angústia que encontramos
nos que são judeus conscientes. Ele era um homem que se preocupava com a sociedade, um homem que se preocupava com a cultura, que se preocupava com a natureza, sobre os valores morais e sobre a construção e melhoria ao invés de destruir e degradar.
Ele era um homem que lutou por seu país, nas trincheiras e foi hospitalizado pelo seu país. Ele era um verdadeiro porta-voz do povo, para o povo, que tinha diligentemente trabalhado seu caminho a partir das bases. A partir de pequenas conversas estimulantes com seus companheiros operários em construção de sites, de conversações em casas de cerveja, os discursos em porões, em paços municipais.
5 /. Ele era um homem humilde, de uma origem humilde
Algum de nós consegue citar um atual político ocidental que possa afirmar isso nos dias de hoje? Não, hoje eles são todos criminosos, alimentados através do sistema penal kosher. Tudo construído sobre o ganho materialista e elogios. Todo o conteúdo com a besta que serve para seus interesses demoníacos e de auto-serviço. Suas ganância e arrogância não tem limites.
Hitler trabalhou na construção de sítios como operário por reclamar demais. Quantos desses sanguessugas, entenda-se políticos, você sabe possuir tal experiência? Ele também era um humilde artista de rua, mal tendo para sobreviver. Alguns dias, ele teve que decidir se queria usar seus magros rendimentos em um livro político ou para comer - ele optou pela primeira. Agora, é um ardor na política e uma unidade para a reforma social.

A humildade de um soldado
6 /. Ele trocou correspondência com Mahatma Gandhi
Isso por si só não sugere necessariamente que ele era uma boa pessoa. Porém, mais do que tudo, Gandhi e Hitler tinham um alinhamento em muitas questões. Ambos reconheceram a força do mal que enfrentavam e ambos estavam vindo de uma posição humanitária. O ponto de partida foi Gandhi não ter se correspondido com um assim chamado louco ditador do Mal, obcecado em querer matar os judeus e governar o mundo.
7 /. Ele era um homem de Deus
Hitler não era um ateu - apesar de que a máquina de propaganda judaica quer que nós acreditemos nisso. Ele muitas vezes fez referências a Deus e falou em termos de uma Divindade. Ele era alguém que podia claramente fazer a conexão entre a lei divina e as leis naturais. Ele foi espiritual e moralmente conduzido ao longo de toda a sua carreira política. Leia seu livro "Mein Kampf" para ver sua referência consistente com os valores cristãos.k
"Não toleramos ninguém em nossas fileiras
que ataque as idéias do Cristianismo.
Nosso movimento é Cristão!"
8 /. Ele implementou a reforma cultural e social
Ao longo da carreira política de Hitler, seu tema comum era sobre 'limpeza'. Ele tinha visto a sujeira que os judeus haviam criado e queria desesperadamente que a Alemanha revertesse essas tendências degradantes. Ele proibiu supermercados, porque ele queria que pequenas empresas locais prosperassem. Ele proibiu arte moderna degradante, como ele reconheceu o motivo dela. Ele proibiu a vivissecção (experimentação em animais), porque, em sua sabedoria, ele pôde ver o quão inútil e desnecessária ela era.
Ele incentivou as atividades dos jovens saudáveis ​​e programas sociais para aumentar o orgulho cultural e autoestima do indivíduo, tais como esportes e atividades recreativas. Ele encorajou os homens a serem homens e mulheres a serem femininas. Ele ajudou a trazer beleza, limpeza e orgulho de volta para o povo da Alemanha
9 /. Ele combateu a usura
Usura é a arma mais poderosa da elite demoníaca judaica entre todo o seu armamento de armas destrutivas. Mais poderosa do que seus venenos e até mesmo suas técnicas de controle mental. Porque é a sua utilização de juros compostos que lhes permite criar um estrangulamento em todos os setores e, portanto, todos os níveis da sociedade. Ninguém pode escapar da usura - todo mundo está infectado por ela.
Foi por isso que Hitler criou sua própria moeda independente, como um primeiro passo, quando ele chegou ao poder. voilá! Foi por isso que a Alemanha foi capaz de voltar a ficar em pé e florescer como todas as nações deveriam. Hitler reconheceu a invenção judaica da usura como ilegal, ímpia e antinatural e como uma maldição talmúdica que paralisou cada nação hospedeira em que os judeus entravam, provocando definitivamente, a sua morte. Hitler libertou seu povo desta maldição.

Só para finalizar, uma frase de um "digno" e nada saudoso representante dos "vencedores da 2ª Guerra", que sobreviveu ao sexto transplante cardíaco: