Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Certezas incertas

Amigos e amigas.
A humanidade é prenhe de "sofistas de esquina e de botequim". Aquelas pessoas que só lêem as manchetes dos jornais e revistas, ouvem os anúncios noticiosos dos telejornais e, no máximo, lêem as resenhas de livros e se arvoram em opinar, comentar, explicar e esmiuçar a superfície dos assuntos. Normalmente e de preferência, "regado a umas birita".

Em geral, não passam de bufos papagaios que repetem quase ipsis litteris o que seus feitores impõem em suas cabecinhas. A gama de pessoas que se encaixam nesse perfil é enorme e não tem a ver com nada (raça, classe social, etc) além de seus comodismo, alienação e baixa estima. Elas se encaixam no primeiro refrão da canção "Tá na hora", do Raul: "E onde é que está a vida? Onde é que está a experiência? Já te entregam tudo pronto, sempre em nome da Ciência, sempre em troca da vivência". Jamais seguem, como eu me esforço em seguir, a última parte da sentença de Buda que abre a página inicial do meu Palavra Livre.

E, nesse estado de coisas, tudo funciona bem ao gosto dos grandes parasitas: cheio de entraves, remoinhos, meias verdades, algaravias, dissimulações, imoralidades,..., tudo visando a imbecilização coletiva. E eles fazem tudo isso com tanta força que a maioria de seus hospedeiros os defende mesmo no que for impossível. Temas como o holocausto, o aquecimento global e o heliocentrismo são dogmas inatacáveis para essa turba de infelizes, apesar de haver um monte de impossibilidades neles. Ela aceita idiotices do tipo "Não faz diferença se foram 6 milhões ou 6 mil" (holocausto) ou "Ah, vá ! A nasa não precisa fazer uma coisa dessas (mentir)?" (heliocentrismo) ou, apenas "Quem é você? Eles são especialistas." (aquecimento global).

Aqueles "sofistas" citados inicialmente têm "soluções fenomenais" para qualquer coisa. Quando se questiona a impossibilidade da água parada em estado líquido ter sua superfície curvada (como se afirma serem os oceanos), eles decretam: "Tem a gravidade!". Quando se questiona como que a Terra se move a 800 mil km/h pelo espaço e não se consegue detectar tal deslocamento, dizem: "A gravidade não permite!" Se se questiona o por quê da atmosfera não ser sugada pelo vácuo sideral, novamente apelam: "A gravidade é fod...!" Se eles ao menos lessem um pouco do assunto "Gravidade",... Não sabem (muito menos fazem questão de saber) de fatos estranhos às suas mentalidades comprometidas pela estupidificação. Exemplos:

- Não existe sequer uma foto da Terra de corpo inteiro (todas são photoshop) e as coordenadas geográficas (latitude/longitude) ao sul do Equador não repetem o padrão das ao norte do Equador. Elas não se estreitam quanto mais ao sul, mas, sim, se alargam (o que levou o "físico stand up do sistema" DeGrasse Tyson a afirmar que a Terra tinha um formato de pêra).

- Não existiam 6 milhões de judeus na Europa inteira em 1939, início da 2ª Guerra, Hitler só dominou metade dela e cerca de dois milhões deles fugiram da zona de conflito até 1941, indo principalmente para a Rússia, o Egito e os EUA e perto de um milhão dos detentos judeus sobreviveram.

- Ozônio é um gás atmosférico transitório que só existe naturalmente na presença dos raios UVc emitidos pelo Sol. Portanto, só existe ozônio na atmosfera de dia e ele forma uma região em torno do Sol. Além disto, gases não formam camadas e muito menos podem ter "buracos" neles.

Só essas colocações acima já serviriam para abalar essas certezas incertas dos "sofistas de esquina e botequim" e tirá-los desse estado de torpor etílico e oligofrênico. Isto se houvesse vontade da parte deles para racionalizar e permissão dos que financiam e perpetram tamanhas idiotices. Eu estou longe de ser um sofista em qualquer acepção ou nível do termo. Sou um questionador que só afirma fatos comprovados (do tipo "a água molha") porque sou bem consciente da minha respectiva insignificância (apesar de ser orgulhoso do meu imenso universo interior) e, mais uma vez, coloquei resumidamente neste post algumas de minhas inquietações a respeito de alguns assuntos.

Todas as "explicações" que já encontrei para as dúvidas postadas não serviram para "matar minha sede", mas não desistirei e vou insistir em renová-las até, quem sabe, elucidá-las de um jeito ou de outro. E só para cutucar um pouquinho mais, deixo esses vídeos dos terraplanistas mostrando o Sol e a Lua transitando entre as nuvens. Os radicais pró-nasa juram que não passa de ilusão de ótica, mas é outra "explicação" que merece risos e/ou desprezo.
FAB29